PORTALEGRE


Terras de Baco - Branco

Terras de Baco - Branco

Região: Portalegre – Alentejo – Portugal
Classificação: IGP Alentejano
Tipo: Branco
Colheita: 2015
Castas: Arinto, Roupeiro e Fernão Pires
Vinificação: A vindima inicia-se normalmente no final de agosto. As uvas são desengaçadas, separadas do mosto e prensadas. A decantação (separação do mosto das películas) decorre após 24 horas preservando a frescura e as características varietais do fruto. A fermentação decorre a uma temperatura controlada de 18°C. Após um período mínimo de 4 meses, durante o qual o vinho estabiliza por processos físicos em depósitos de inox, o vinho é filtrado e engarrafado.

Notas de Prova
Cor palha com nuances citrinas. Boa intensidade aromática sugerindo frutas tropicais com notas de camomila e hidromel. Sabor macio, equilibrado, acompanha o aroma, com um toque mineral. Final de boca persistente.

Como Servir
Temperatura de 10-12°C. Acompanhamento ideal de peixe e marisco. Este vinho deverá ser consumido jovem dentro de 1-2 anos.

Análise
Teor alcoólico: 13,5% vol
Acidez total: 5,3 g/l
Açúcar residual: 0,3 g/l
SO2 total: < 130 mg/l


Terras de Baco - Tinto

Terras de Baco - Tinto

Região: Portalegre – Alentejo – Portugal
Classificação: IGP Alentejano
Tipo: Tinto
Colheita: 2013
Castas: Trincadeira, Aragonez e Castelão
Vinificação: As uvas são desengaçadas e esmagadas. O processo de fermentação alcoólica decorre a uma temperatura controlada de 25°C, para optimizar a extração de cor, aromas e sabores varietais da uva. A seguir ocorre a fermentação malolática, fundamental para a suavidade e macieza dos vinhos. Após o período de tempo  durante o qual o vinho estabiliza por processos físicos em depósitos de inox, o vinho é filtradoantes do engarrafamento, que se inicia na primavera seguinte.

Notas de Prova
Cor rubí definido. Aroma frutado intenso a frutas vermelhas. Sabor frutado com agradáveis notas de morango, com ligeira adstringência e taninos suaves a persistir na prova.

Como Servir

Temperatura de 16-18°C. Acompanhamento ideal de carne assada ou grelhada. Este vinho deverá ser consumido jovem dentro de 2-3 anos.

Análise
Teor alcoólico: 13% vol
Acidez total: 5,5 g/l
Açúcar residual: 0,5 g/l
SO2 total: < 100 mg/l


Coventual Branco

Conventual Branco

Região: Portalegre – Alentejo – Portugal
Classificação: IGP Alentejano
Tipo: Branco
Colheita: 2015
Castas: Arinto, Roupeiro e Antão Vaz
Vinificação: As uvas são vindimadas manualmente. Na Adega, após o desengace e esmagamento da uva, procede-se ao arrefecimento por choque térmico, sistema de bica aberta com prensagem pneumática, decantação estática do mosto com frio por 24 horas. Fermentação em cubas de aço inox a uma temperatura constante de 16°C. Decorrido o período durante o qual o vinho estabiliza por processos físicos, efetua-se o seu engarrafamento após o inverno.

Notas de Prova
Cor palha aberto com laivos citrinos. Aroma frutado com notas cítricas e de frutos de caroço. Sabor suave, equilibrado, com final persistente a frutos citrinos.

Como Servir
Temperatura de 10-12°C.
Em acompanhamento  de marisco, peixes frescos grelhados, carnes brancas ou como aperitivo. Este vinho deverá ser consumido jovem dentro de 2-3 anos.

Análise
Teor alcoólico: 12,5% vol
Acidez total: 6,1 g/l
Açúcar residual: 0,3 g/l
SO2 total: < 150 mg/l


Coventual Tinto

Conventual Tinto

Região: Portalegre – Alentejo – Portugal
Classificação: IGP Alentejano
Tipo: Tinto
Colheita: 2014
Castas: Aragonez, Trincadeira e Alicante Bouschet
Vinificação: Na Adega, após o desengace e esmagamento da uva, inicia-se o processo de fermentação alcoólica, seguida de maceração de 10 dias a uma temperatura controlada de 25°C. Após a fermentação malolática, o vinho estagia em cubas de inox e parte em barricas de carvalho francês antes de ser engarrafado.

Notas de Prova
Cor granada com nuances violáceas. Aroma frutado com predominância de frutas vermelhas maduras. Sabor macio, frutado, a frutas vermelhas, chocolate preto, presença de taninos suaves. Final de boca persistente.

Como Servir
Temperatura de 16-18°C.
Em acompanhamento de carne ou quijo. Este vinho deverá ser consumido jovem dentro de 2-3 anos.

Análise
Teor alcoólico: 13% vol
Acidez total: 5 g/l
Açúcar residual: 0,4 g/l
SO2 total: < 100 mg/l